Missa da Família

 

missa_familia2

O Santuário Nossa Senhora Aparecida de Divinópolis (Bairro Bom Pastor) tem atraído a atenção e curiosidade de muitos a respeito da Missa da Família celebrada toda quarta-feira, às 19h30, pelo Pe. Chrystian Shankar. A igreja (que não é pequena) há muito não comporta a quantidade de fiéis que participam ativamente dessa bela e chamativa celebração. Apesar da multidão, o clima de fé é impressionante: silêncio, oração e respeito.

A primeira Missa da Família aconteceu no dia 9 de abril de 2008 com a participação de 40 paessoas. De lá pra cá, com a graça de Deus e a proteção de Nossa Senhora Aparecida, não parou de crescer! É lindo ver o semblante das pessoas chegando para esta celebração: alegria, esperança e muita, muita fé!

O que mais chama a atenção é a grande participação de jovens. "Através dessa missa voltei pra Deus. Minha vida estava muito ruim e meus amigos me convidaram, vim e gostei. A gente não vê o tempo passar. Toda quarta jogava baralho ou futebol com meus colegas. Agora, já temos um compromisso fixo: Missa da Família!", relatou eufórico Wesley Betolho (22). Num mundo onde a juventude é usada e abusada, muitos encontram nessa celebração um bálsamo para suas vidas e a redescoberta de como é bom ser católico e praticar a religião. Dª Maria Geralda (51) emocionada relata: "minha família nunca foi muito praticante. Meu filho João Paulo depois da crisma nunca voltou a igreja. Veio com a namorada numa Missa da Família e nunca mais faltou. Através dele, toda a família voltou a praticar a religião. Minha casa mudou da água pro vinho!"

Particularmente, Pe. Chrystian não aprova o que muitos chamam de "Missa da Cura", pois todas as missas são de cura e libertação. A própria Liturgia nos ensina isso afirmando que na Celebração da Missa o homem glorifica a Deus (anábasis) e Deus santifica o homem (katábasis). Lembremo-nos das palavras do próprio Jesus: "O Espírito do Senhor está sobre mim, porque me ungiu; e enviou-me para anunciar a boa nova aos pobres, para curar os contritos de coração, para anunciar aos cativos a redenção, aos cegos a restauração da vista, para pôr em liberdade os cativos, para publicar o ano da graça do Senhor" (Lc 4, 18-19). A denominação "Missa da Família" sugere a idéia da participação alegre e festiva de todos, independentemente da idade: crianças, adolescentes, jovens, adultos e idosos! Na casa da Mãe, sempre há lugar para mais um filho!

Enganam-se os que pensam que a Missa da Família é uma "invenção" ou que é uma celebração diferente das outras. Nada disso! Pe. Chrystian Shankar é sempre muito zeloso e atencioso com as normas litúrgicas e os ritos da Santa Missa. 

O diferencial dessa celebração é que, além dos ritos da Missa tradicional, acontecem muitos momentos de orações espontâneas de interiorização, o "holocausto" (momento onde os pedidos e agradecimentos são queimados), momento de Nossa Senhora com distribuição de rosas e terços, finalizando com a bênção do Santíssimo Sacramento.

Segundo a maioria dos fiéis, um dos momentos mais esperados e que atrai muitas pessoas é a pregação do Pe. Chrystian Shankar. Sempre muito animado, o padre aborda temas variados com histórias, casos, testemunhos, citando muitas passagens bíblicas e sempre preservando e defendendo os pontos fundamentais e essenciais da doutrina católica. Muitas pessoas tem mudado de vida ao descobrirem os tesouros da Palavra de Deus, pois "a fé provém da pregação e a pregação se exerce em razão da palavra de Cristo" (Rm 10,17).

Tudo o que é feito com amor dá resultado! E como dá! Hoje, em cada Missa da Família, são distribuídas mais de 6 mil comunhões! Louvado seja Deus! Para a realização da celebração com tranqüilidade e organização, o santuário conta com o trabalho voluntário de várias equipes (dízimo, liturgia, ministérios de música, acólitos, sacristia, ornamentação, ministros da comunhão, etc), das quais destacamos a Pastoral da Acolhida (orientação e acolhimento), Equipe de filmagem (transmissão da missa para o telão) e os "Anjos da Guarda" (segurança interna). As comunidades da paróquia também participam tomando conta das deliciosas barraquinhas (horário: 17h30 às 19h30 e depois da celebração). Contamos com o valioso apoio, agora ainda mais reforçado, da Polícia Militar (segurança externa) e da SEMUSA (Secretaria Municipal da Saúde) que disponibilizou uma ambulância para possíveis imprevistos. Tudo isso é sinal de Deus para nós! Basta olhar com os olhos da fé. É preciso lembrar do que disse Jesus: "Quando vem a tarde, dizeis: Haverá bom tempo, porque o céu está avermelhado. E de manhã: Hoje haverá tormenta, porque o céu está de um vermelho sombrio. Hipócritas! Sabeis distinguir o aspecto do céu e não podeis discernir os sinais dos tempos?" (Mt 16, 2-3). Como disse a pouco, tudo o que é feito com amor dá resultado. Sempre!

A celebração da Missa da Família é uma das muitas tentativas de nossa paróquia, de dar uma resposta renovada aos desafios que se propõe à Evangelização no mundo secularizado e globalizado que vivemos. Em sua viagem ao Brasil, Papa Bento XVI chamou atenção para esse ponto: "Antes de tudo isso, vê-se a necessidade urgente de uma nova Evangelização, que nos impulsione a aprofundar nos valores de nossa fé, para que sejam seiva e configurem a identidade desses amados povos que um dia receberam a luz do Evangelho. É importante que os cristãos aprofundem e assumam o estilo de vida próprio dos discípulos de Jesus: simples e alegre, com uma fé arraigada no mais íntimo de seu coração e alimentada pela oração e os sacramentos".

Sabemos que poucas coisas na vida são exatas, mas de uma tenho certeza: ninguém é unanimidade. Ao longo de nossas vidas definimos nosso caráter, nossa personalidade e vivemos de acordo com normas e princípios que consideramos corretos. Entretanto, por mais sensatos que possamos parecer, definitivamente não há como agradar a todos. Lembremos o que muito bem disse Nelson Rodrigues: "toda a unanimidade é burra". Para tudo que fizermos nessa vida, encontraremos "prós" e "contras". A mesma ação desperta aplausos de uns e vaias de outros. Isso é normal. Certamente com a Missa da Família não poderia ser diferente. Mas não podemos "tampar o sol coma peneira", uma coisa ninguém pode negar: esta celebração tem feito um bem enorme na vida de inúmeras pessoas! "É pelo fruto que se conhece a árvore" (M1 12,33).

A Missa da Família é uma grande árvore que tem dado inúmeros frutos concretos de conversão: pessoas afastadas da igreja há cinco, quinze anos ou mais voltando a participar das celebrações com entusiasmo e fé; grande participação de jovens; inúmeros testemunhos de famílias restauradas e graças recebidas. Isso sem falar da evangelização, dos frutos da oração, do fortalecimento da devoção mariana e profunda adoração eucarística. Lembremos-nos sempre das palavras de Jesus: "Colhem-se, porventura, uvas dos espinhos e figos dos abrolhos? Toda árvore boa dá bons frutos; toda árvore má dá maus frutos. Uma árvore boa não pode dar maus frutos; nem uma árvore má, bons frutos" (Mt 7,16-18). Na Igreja esta máxima não pode ser esquecida: "no essencial a unidade; no secundário a liberdade; em tudo a caridade". Precisamos olhar a realidade que nos cerca com um olhar de fé e não com preconceito ou espírito de inveja e competição, pois a obra é Deus quem faz, somos apenas instrumentos Dele!

Depois de tudo o que nos resta dizer, senão: obrigado Senhor! Muito obrigado, meu Deus! Obrigado Senhor por agir em nós e através de nós, apesar de nós! William Shakespeare diz que "a gratidão é o único tesouro dos humildes". Louvar a Deus pela Missa da Família é olhar pra trás com gratidão e pra frente com fé!!!

Por tudo e por todos: demos graças a Deus!

 

missa_da_familia_1

 

HORÁRIO: a Celebração da Missa da Família inicia às 19h30 e finaliza pontualmente às 22h. A partir das 17h30 temos vários momentos de oração, adoração, louvor e a recitação do Santo Terço.

TELÕES: para sua maior comodidade, contamos com uma "Equipe de filmagem" que transmite a Missa da Família para 4 telões instalados em torno da igreja: um do lado esquerdo (pegando a rua Iguatama), um do lado direito (entre o santuário e a quadra) e dois no Centro de Evangelização João Paulo II. Adquirimos também um novo sistema de som que abrange todas as dependências do santuário.

CARROS: para sua tranquilidade e segurança, procure estacionar em lugares mais iluminados; tranque bem o carro; feche os vidros; não deixe bolsas e outros pertences nos bancos; não esqueça de desligar os faróis e ligar o alarme; não pare em frente a garagens. Contamos sempre com a presença reforçada da Polícia Militar nas ruas próximas ao santuário.

MOTOS: levando em conta a grande participação de jovens e, consequentemente, inúmeros motociclistas, contamos com dois lugares específicos de estacionamento de motos: na lateral do santuário (rua Iguatama) e no pátio ao lado das barraquinhas (dentro da grade até a linha amarela).

INTENÇÃO DE MISSAS: são marcadas na "sala do dízimo" até as 19h. Se você não pode chegar antes desse horário, marque sua intenção na secretaria da paróquia durante a semana.

ANJOS DA GUARDA: toda quarta-feira, na Missa da Família, o santuário conta com uma equipe de segurança interna chamada "Anjos da Guarda". Qualquer situação ou comportamento estranho à celebração, deve ser comunicada imediatamente a essa equipe para que as devidas providências sejam tomadas.

EQUIPE DE ACOLHIDA: esta equipe dedica-se a acolher bem as pessoas que vem ao santuário (principalmente idosos, gestantes, mulheres com criança de colo, doentes, etc.). Esta equipe zela pela harmonia e bem estar de todos. Contamos com o apoio dos fiéis para que sejam pacientes, compreensivos e co-responsáveis pelo bem estar durante as celebrações.

BANQUINHOS: nosso santuário, além dos bancos da igreja e as "cadeiras de bar" do Centro de Evangelização, possui aproximadamente 4 mil banquinhos para a melhor acomodação dos fiéis. Por mais banquinhos que possamos ter, nunca é suficiente para atender a todos. Por isso, as pessoas que não podem chegar mais cedo ao santuário e desejam se assentar, podem trazer o seu banquinho. Não se deve marcar, nem reservar lugares para pessoas ausentes. Pedimos também que não se sentem em dois ou mais banquinhos de uma vez, pois isso causará danos aos mesmos.

HOLOCAUSTO: traga seu agradecimento e/ou pedido escrito num papelzinho para ser ofertado no momento do holocausto. Você pode colocá-los nas urnas em frente do altar ou entregar para o pessoal da acolhida.

BARRAQUINHAS: toda quarta-feira, antes e depois da celebração, você pode se deliciar nas nossas barraquinhas. Toda a renda é destinada ao FCP (Fundo de Construção Paroquial) que visa ajudar as comunidades da paróquia, como as reformas do santuário. Sempre comidas deliciosas e preparadas com muito cuidado e carinho. Vale a pena conferir! Uma delícia...

ÁGUA: para evitar transtornos e deslocamentos desnecessários durante a celebração, traga uma garrafinha de água para sua hidratação. Você pode também reservar uma outra garrafinha para o momento da bênção da água. A "água benta" é um grande sacramental que a Igreja nos oferece.

BÊNÇÃOS DOS OBJETOS: no final de cada celebração, acontece a bênção dos objetos (imagens sacras, fotos de família, objetos religiosos, chaves, documentos, remédios, etc.). Viver debaixo da bênção de Deus é sinal de humildade e sabedoria.

MOMENTO DE MARIA: antes da bênção final, acontece o "Momento de Nossa Senhora". Além das inúmeras rosas distribuídas, são entregues também 1 imagem da Sagrada Família, 12 imagens de Nossa Senhora Aparecida, 20 capelinhas missionárias e 12 capelas da Mãe Rainha que ficarão uma semana na casa da pessoa contemplada. Pedimos que as pessoas que receberem as imagens ou as capelinhas, não deixem de trazê-las na próxima Missa da Família (quarta-feira), para serem repassadas para outra família. Não esqueça disso!

CARTAS: as cartas de testemunhos e/ou pedidos de oração para o Pe. Chrystian, podem ser entregues para o pessoal da Equipe de Acolhida ou para a Equipe dos Anjos da Guarda. Os testemunhos serão lidos tanto na Missa, como no programa "Alegrai-vos no Senhor".

LIXO: há vários latões destinados ao lixo espalhados em torno do santuário, principalmente na área das barraquinhas. Vamos zelar para a conservação de nossa igreja não jogando lixo no chão. Contamos com a colaboração de todos.

GENTILEZA: Seja educado e paciente para com todas as pessoas: somos todos irmãos! Na medida do possível, ajude quem precisar. Coloque o celular no silencioso e não coma nada durante a celebração (isso inclui chupar balas e mascar chicletes). Lembre-se: a igreja é um lugar sagrado!

PROJETO LUZ E VIDA: todas as pregações da Missa da Família são disponibilizadas em DVD e CD com qualidade profissional. Adquira na "barraca" do projeto (quarta-feia: antes e depois da Missa da Família, e no domingo, antes e depois da Missa das 19h30), na Secretaria Paroquial e nas Livrarias Católicas da região. Para conhecer as pregações, acesse: Evangelização - Missa da Família - CD's e DVD's.

 

missa_da_familia_2

 

Paz e bem!

 

missa_da_familia_3